Galeria - Julius Cruzeiros - Berlengas

Contar-te longamente as perigosas/ coisas do mar. Contar-te o amor ardente/ e as ilhas que só há no verbo amar./ Contar-te longamente longamente (Manuel Alegre)

load more hold SHIFT key to load all load all